segunda-feira, 11 de julho de 2016


O ex-jogador de futebol, e atual comentarista futebolístico da TV Globo, Walter Casagrande, deu uma entrevista no último dia 7, no programa "Morning Show" da rádio Jovem Pan, que repercute até hoje nas redes sociais.

Casagrande, declarou ser muito admirador de Lúcifer e um contestador sobre a história de Jesus, onde afirma que "Deus não é tão bom assim".

"Sempre fui muito admirador de Lúcifer. Contestava muito a história de Cristo. Pesquisei, li livros, pesquisei sobre demônios, me atraía por aquilo. Tenho vários livros de Aleister Crowley, eu li a Bíblia Satânica. Eu era muito louco nessa situação. Sempre fui ligado à caveira. É uma marca, eu adoro caveira. Meu time de várzea se chamava ‘Veneno Show’ e o distintivo era uma caveira. E Deus não é tão bom assim", declarou Casagrande.

Na rádio, Casagrande ainda contou também que já teve uma experiência com demônios, onde segundo Casagrande se sentiu cercado, e como sua fé por Jesus Cristo teve início, acreditando ter sido Jesus que o ajudou.

"Eu acredito em Cristo porque Ele me ajudou. Eu tive uma situação com demônios que eu me senti cercado, numa loucura muito forte, não sei se era alucinação ou não, eu comecei a fazer uma oração, o Pai Nosso, e no meu ouvido veio assim: 'Não adianta você fazer essa oração, porque você não acredita'", contou o comentarista Casagrande.

Casagrande contou que somente conseguiu se livrar quando fez uma nova oração, mas dessa vez pedindo livramento, pedindo a presença de Cristo em sua casa, por acreditar ser a única "pessoa" que poderia livrá-lo.

"Nessa, eu comecei a orar de novo, mas comecei a orar pedindo mesmo, porque eu estava me sentindo cercado naquele momento. Eu pedi a presença de Cristo na minha casa, porque era a única coisa que eu sentia que ia me salvar. De repente, eu senti a energia demoníaca pesada se afastando", relatou Casagrande.

Ainda na entrevista, Casagrande resolveu dar sua opinião sobre a bondade de Deus, acreditando que "Deus não é tão bom assim". "Nem sempre Ele é bom. Tem horas que Ele tem que tomar atitudes que aparentemente, para nós, seja ruim, mas na realidade é o certo", disse Casagrande.

O ex-jogador de futebol, embora tenha contado suas experiências espirituais, ressalta que ainda continua admirando Lúcifer, acreditando ser um personagem "fantástico", mas que sua fé em Jesus Cristo aumentou muito mais depois de suas experiências.

0 comentários:

Postar um comentário