quinta-feira, 14 de julho de 2016


Todo dia tem surgido uma novidade sobre o caso da pastora Bianca Toledo, que acusa o marido, pastor Felipe Heidrich, de abuso ao enteado de 5 anos. Dessa vez a delegada que investiga o caso, afirmou não ter provas de que houve realmente o estupro.


Quem tem acompanhado o caso desde o início, tem visto diariamente novidades, e dessa vez as novidades tem colocado a versão da pastora contra a parede.

O caso tem gerado discussões no grande público, e tem levantado questionamentos sobre o caso. Muitos tem questionado a postura da pastora, a ponto de surgir perguntas do tipo, "Será que a pastora inventou toda essa história?", ainda mais depois do vídeo publicado pelo pastor Felipe Heidrich que nega as acusações (clique aqui e assista o vídeo).

Hoje, um novo fato surgiu, chamado muito a atenção. Dessa vez a delegada que investiga o caso, Cristiana Bento, contou que não houve comprovação de estupro, apenas provas testemunhais, como a própria pastora Bianca Toledo já tinha confirmado.

Segundo a delegada, foram realizados exames psiquiátricos e psicológicos no menino, mas não existe nenhuma comprovação de estupro sobre o menor.

Felipe Heidrich, colaborou de forma voluntária, entregando à polícia o celular e seus computadores, junto com suas senhas, para que fossem investigados, sendo que nada foi encontrado que o incriminasse. Felipe Heidrich foi posto em liberdade diante das provas que até o momento o inocentam.

0 comentários:

Postar um comentário