segunda-feira, 22 de agosto de 2016

Um pastor evangélico que não teve seu nome divulgado, confessou seus crimes para a Polícia, mas garantiu não ter culpa de nada, afirmando estar sob uma "influência maligna".

O pastor que é de uma igreja evangélica em Patos de Minas (MG), confessou ter cometido uma série de estupros na região, alegando que a culpa de cada crime cometido é do diabo. 

Anunciado pelo delegado Luiz Mauro Sampaio, o cidadão que se intitula pastor, já teve passagens pela Polícia, onde até já até foi preso, possuindo uma vasta ficha criminal desde antes de anunciar o nome de Deus.

O delegado contou que teve que montar uma força-tarefa para encontrar o pastor, onde a Polícia estava recebendo constante reclamações de mulheres e seus familiares, que estavam com medo de serem a próxima vítima do "pastor".

O religioso confessou ser o autor de 5 crimes de violação sexual, onde todos os casos de atentado ao pudor, abuso sexual ou estupro que surgia na delegacia era investigado até o fim pelo delegado para descobrir se existia alguma ligação com o pastor.

O pastor foi encontrado pela Polícia em uma loja tentando molestar uma jovem vendedora, onde foi preso em flagrante e segue preso.

O caso ganhou muita repercussão no local, não se falando de outra coisa na cidade, especialmente pelo fato do criminoso pregar o nome de Deus, causando enorme indignação nos fiéis que frequentavam a igreja que ele pregava. Informações e fonte "Blastingnews".

0 comentários:

Postar um comentário