quinta-feira, 25 de agosto de 2016


A situação na Itália não está nada fácil, o forte tremor que atingiu a região central italiana na madrugada desta quarta-feira (25), resultou até o momento em 247 pessoas mortas, 350 pessoas feridas e outras centenas desaparecidas em meio aos escombros.

A situação é tão crítica, que o prefeito da cidade de Amatrice (uma das cidades mais atingidas pelo terremoto) confirmou que metade da cidade já não existe mais, tendo pontes e edifícios derrubados devido ao forte terremoto de 6,2 de magnitude.

Missionários da "Junta de Missões Mundiais" na Itália, formada por diversos missionários brasileiros e que residem na Itália, informaram que encontram-se bem, mas relataram que estão cercados por vítimas atingidas pelo desastre natural.

O pastor Fábio Pisa informou via WhatsApp para a organização missionária, que foram 39 tremores de terra em pouco mais de três horas. "Hoje chorei diante de Deus! Que tristeza!", contou o pastor.

Segundo o relato do pastor para a organização missionária, a situação tende a piorar nos próximos dias, pois são milhares de pessoas desabrigadas.

"O pior é a situação dessas pessoas nos próximos dias. Uma Itália que não consegue abrigar com dignidade os refugiados agora terá mais esse grande desafio. Estamos falando de milhares de pessoas. O que nos resta é orar e tentar fazer algo, mesmo que pouco, para aliviar a dor dessas pessoas", relatou o Pastor Fábio Pisa.

0 comentários:

Postar um comentário