quarta-feira, 5 de outubro de 2016


O bispo licenciado da Igreja Universal e candidato a prefeitura da cidade do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella, se defendeu da acusação sobre a participação da Universal no seu governo.

Crivella revelou que a associação entre a sua candidatura e a religião fez sua rejeição ser estratosférica em campanhas anteriores, e em entrevista fez questão de afirmar que a Universal não participará de sua campanha, muito menos do seu governo caso seja eleito.



"A Universal não participa da campanha. E não vai participar do meu governo. Há uma dúvida entre os meus eleitores. Não participa da minha campanha e não participará do meu governo", enfatizou Crivella em entrevista concedida ao jornal Extra. Informações e fonte "O Globo".

0 comentários:

Postar um comentário