quarta-feira, 9 de novembro de 2016

Perto de comemorar o Dia Nacional da Umbanda, no dia 15 de novembro, adeptos da religião comemoraram nesta terça-feira o decreto assinado pelo então prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, que reconheceu a religião como patrimônio cultural do Rio.

A intenção do decreto é valorizar a herança da matriz africana na cidade, onde a prefeitura através do Instituto Rio Patrimônio da Humanidade, vai realizar um mapeamento dos templos religiosos da religião.

Uma das lideranças da religião no estado do Rio de Janeiro, Marco Xavier, enfatizou a importância do decreto que valoriza a importância cultural da matriz afro para o Rio, mas se mostrou preocupado com a eleição de Marcelo Crivella, que é bispo licenciado da Igreja Universal.

"Vemos com muita preocupação a eleição do bispo Licenciado da Igreja Universal, Marcelo Crivella. A nossa maior luta contra intolerância religiosa tem a ver com a igreja dele", afirmou Marco.


Marcelo Crivella ao ser procurado para falar sobre a notícia, disse através da sua assessoria, que seu governo vai respeitar a diversidade de credos e raça. "O meu governo, como foi dito durante a nossa campanha, será de tolerância à diversidade de credo e de raça. Repito, serei o prefeito de todos", afirmou o prefeito eleito através da sua assessoria de imprensa. Informações "Extra".

0 comentários:

Postar um comentário