sexta-feira, 27 de janeiro de 2017


Um pastor auxiliar da igreja "Projeto Resgatar Vidas", Marcos Paulo Morais, de 43 anos, foi baleado próximo da igreja, ao ter sua Bíblia confundida com uma arma ou ter sido confundido com outra pessoa.

O caso ainda está sendo investigado pela 52ª DP (Nova Iguaçu), mas a suspeita é que o pastor Marcos Paulo tenha sido baleado por causa da sua Bíblia na mão ou por ter sido confundido com outra pessoa. O pastor foi ferido de raspão na cabeça e já está em sua residência.

Os disparos aconteceu na manhã da última quarta-feira (25), por voltas das 10h, quando Marcos Paulo chegava na igreja para um dos cultos, quando foi atingido de raspão. "Estava saindo do carro e ouvi um barulho. Achei que fosse um som de bomba. Foi quando senti o primeiro disparo. A minha primeira impressão, era que estava em um fogo cruzado. Minha reação foi entrar de novo no carro", contou o pastor.


Segundo o relato do próprio pastor, ele não foi abordado em tentativa de assalto, contando que tudo aconteceu de maneira rápida demais, ouvindo apenas dois disparos e em seguida pedindo socorro para as pessoas da igreja que foram ajudá-lo.

O pastor foi conduzido para um hospital local próximo, onde foi liberado algumas horas depois. A esposa do pastor, Elisângela Morais, 37 anos, acredita que o marido tenha sido confundido com outra pessoa ou a Bíblia com uma arma. "Acho que eles devem ter imaginado que meu marido ia pegar alguma coisa dentro do carro. Ele trabalha há 25 anos em uma empresa, não tem problema com ninguém", contou a esposa do pastor.

O carro do pastor foi atingido por 8 tiros, apresentando ferimentos por conta de estilhaços. Marcos Paulo acredita que está vivo por conta de um milagre. "Eu só consigo pensar que estou vivo por um milagre. Graças a Deus, estou aqui com a minha mulher e meu filho", contou o pastor. Informações e fonte "O Dia".





0 comentários:

Postar um comentário